quarta-feira, 6 de abril de 2011

Oração de Amorização - A cura do coração

Olá Queridos Leitores,


Hoje venho compartilhar com vocês um pouco da obra chamada “Oração de Amorização – A cura do coração” de autoria Pe. Alírio J. Pedrini que trabalha o amor e a cura através do perdão.

É certo que nossa sociedade vive em desarmonia e relações conflituosas. Isso é a falta de amor gerada em nossa sociedade que de um lado demonstra imenso desenvolvimento tecnológico e de outro as devastações: do homem e da natureza.

Em uma passagem bíblica onde Pedro questiona a Jesus se seriam 7 vezes suficiente para perdoar àqueles que nos machucaram, o Mestre responde que não sete vezes, mas setenta vezes sete. Como, naquela época, os números traziam grande simbologia, o número 7 significava totalidade, inteireza. O número 70, então, é o superlativo, a supertotaliade, ou seja, perdoar setenta vezes sete, é curar até não sobrar nenhum tipo de mágoa ou ressentimento.

“Tendes ouvido o que vos foi dito: amarás teu próximo e poderás odiar teu inimigo. Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos. Fazei bem aos que vos odeiam. Orai pelos que vos maltratam e perseguem. Deste modo sereis os filhos de vosso Pai do céu.” (Mt 5,43-45)

Sem dúvida é fácil amar aqueles que nos são queridos, afinal, os sentimentos trabalham em nosso cérebro através de associações. As memórias que trazemos das pessoas nos despertam os sentimentos relativos a essas vivências e lembranças da pessoa. O difícil mesmo é saber dar amor, transmitir luz àqueles que nos machucaram, porque todos sabemos que realmente dói, ficamos feridos quando alguém nos decepciona, magoa ou desrespeita.

Jesus ordena amar, pois o amor cura, ele é o alimento de que nossa Alma necessita. Ele faz a realização do ser humano, favorece a saúde espiritual, psicológica, emocional, física e familiar. Porque o ser humano foi criado para “ser amor”.

O perdão cura, liberta. Perdoar é cuidar da saúde do coração e de todo o seu ser. Perdoar é antes de tudo, fazer um grande bem a si mesmo. Perdoar é amar-se, é querer-se bem, é curar as feridas do próprio coração.

Algumas pessoas, porém tem a péssima tendência masoquista de ficar mexendo nas férias do coração emocional e reavivando-as. Ficar ruminando, remoendo o ressentimento; outras falam e lembram a todos como sofrem ou sofreram. Não tem outro assunto a não ser seu sofrimento, seus problemas de relacionamento, suas feridas. Acabam nem percebendo que assim só aumentam seu sofrimento. Ferido, você não consegue amar e se entregar novamente. Por isso, o exercício de Amorização proposto pelo padre em seu livro é de grande ajuda a todos aqueles que desejam curar o coração.


Roteiro: (é importante que faça os passos em voz alta)

1- Invoque a presença de Jesus. Faça um momento de orações espontâneo com Ele: louve-o, agradeça por suas bençãos. Faça isso a sua maneira. Imagine-o sentado em algum lugar do comodo em que você está. Sinta sua onipresença.

2- Torne presente, em sua imaginação, uma pessoa que o feriu. Aqui é interessante também colocar uma cadeira e visualizar a pessoa presente com você e Jesus.

3- Realize os passos do perdão:
          - Perdoe a pessoa que o ofendeu.
          - Peça-lhe perdão, se você também a feriu.
          - Perdoe a si mesmo pelo erro cometido contra ela.
          - Peça perdão a Jesus por ela e por você próprio.

4- Realize os passos de louvor. Elogie.
          - Louve, elogie a pessoa pelo seu lado positivo.
          - Louve, elogie a Jesus pelo lado seu lado positivo

Essa parte é muito importante, pois é aqui que você vai trabalhar a imagem da pessoa em seu cérebro emocional e focar nas imagens positivas que você vê na pessoa que precisa perdoar.

5- Entregue suas feridas a Jesus e peça-lhe que as cure.

6- Agradeça ao Senhor a oração de amorização realizada.

3 comentários:

Stelinha disse...

É isto aí, Thalita, perdão é a chave da cura e libertação do homem total, parabéns por divulgar esta atitude tão importante e que é caminho de felicidade...bjocas e Viva ao Padre Alírio pelo maravilhoso livro, que muitos, assim como vc e eu, possam se beneficiar pelo seu testemunho...

anjadupunk disse...

Olá! Já vi uma palestra do saudoso Pe. Léo, que se chama "A cura interior", e com ele aprendi que para termos a cura interior é preciso, perdoar e si perdoar de todo coração. Isso mudou a minha vida, toda raiva e depressão sairam e deram lugar ao perdão, a paz...
O seu texto só tem a acrescentar, parabéns.

Meus sohos disse...

Parabéns Thalita, o perdão deve estar presente em todos os dias de nossa vida. E um post desse referido-se ao Pe Léo não precisa dizer mais nada. Que Deus a Abençoe!!!